Posts

estrategia-de-marketing-na-midia-criativa

Estratégias de Marketing para o Terceiro Setor em 2020

As organizações sem fins lucrativos têm dificuldades diárias de manter as operações ativas e, a falta de recursos – ainda mais em meio ao cenário econômico atual – são a principal causa. Muitas vezes, as ONGs têm amplas audiências para atender, como animais abandonados ou crianças carentes, e recursos extremamente limitados para atingir seus objetivos.

Uma campanha de marketing e comunicação segmentada é essencial para a vida e o sucesso contínuo da sua organização sem fins lucrativos. As estratégias certas podem ajudá-lo a atingir seu público-alvo, bem como conectá-lo a potenciais doadores.

Felizmente, ONGs em geral têm uma vantagem que é a credibilidade – afinal, por que estariam lutando tanto por algo se não acreditassem veemente na causa? Mesmo assim, se sua campanha de marketing não for realizada de forma eficaz, a falta de recursos pode te impedir de continuar exercendo seu trabalho.

Como elaborar um plano de marketing eficaz para a ONG:

Conte uma história

Quando se trata de marketing, uma técnica de storytelling fornece mais engajamento que os métodos mais tradicionais de publicidade, ou seja, as pessoas estão interessadas na sua trajetória e na história da sua organização.

O storytelling funciona melhor quando mescla os formatos: usando técnicas como mala direta, mídias sociais e encontros cara-a-cara, você maximiza sua exposição. A mala direta é eficaz pois atinge diretamente um público mais velho, que são os mais propensos a doar. No entanto, o uso de mídias sociais de forma consistente e corretamente pode deixar um impacto positivo sobre a adesão e captação de recursos, pois facilitam o engajamento do público mais jovem nas causas.

Reforce suas redes sociais

Parte de uma boa estratégia de marketing inclui construir uma forte presença online através da conexão direta com seguidores, pedindo sugestões, feedback, tirando dúvidas e agradecendo e respondendo cada comentário.

Diferente de uma marca ou empresa, as ONGs são dedicadas a uma causa, e como tal, a sua presença nas redes sociais deve, além de promover engajamento, ser clara, informativa e demonstrar convicção. Você não deve pensar em construir uma marca online, mas sim obter apoio através de doações e voluntariado. A melhor maneira de fazer isso é envolver o seu público através de histórias e certificando-se de que as pessoas estão interessadas.

Abuse da comunicação em formatos diferentes: vídeo, áudio, imagens e infográficos, são ótimos para chamar a atenção do seu público e ao mesmo tempo diversificar o seu conteúdo.

Espalhe conteúdo inovador

Se o seu foco é envolver o seu público e expandir o seu alcance, os dê uma razão para vir até você. Parte desse foco é ser consistente: a manutenção de uma presença online e offline garante que seus seguidores vão voltar para mais.

Compartilhe histórias sobre seus voluntários, doadores, funcionários e beneficiários: se o seu público sabe que pode esperar por algo novo todo dia ou semana, eles vão aparecer eventualmente para verificar.

Crie e-mails atrativos

Para uma ONG, um botão clicável no e-mail pode ser a chave do seu sucesso! O leitor tem mais chances de te ajudar, se você fizer sua parte facilitando o processo e mostrando que ele pode contribuir com apenas um clique.

Além disso, se você quer que ele leia o corpo do e-mail, é essencial criar uma linha de assunto que seduza o leitor a abri-lo. Não importa o quão especial é o conteúdo do seu e-mail se o assunto não for bom o suficiente para que o leitor de fato o abra.

Saiba mais conteúdos de Marketing na Agência;

marketing-digital-midia-criativa-agencia-de-marketing-valinhos-campinas-sao-paulo-2.png

Marketing-digital-publicidade-e-propaganda-marketing-de-tinking-comunicacao-social-valinhos-campinas-sao-paulo

O que é Design Thinking e como aproveitá-lo nas estratégias de Marketing Digital?

Você sabe o que é Design Thinking? É possível que não saiba, já que esse é um conceito relativamente novo no Brasil. O termo geralmente vem associado à inovação, sendo visto como um caminho para gerar soluções criativas.

Essa abordagem é cada dia mais aplicada pelas mais diversas áreas e, justamente por esse motivo, vamos lhe explicar o que é Design Thinking e como aplica-lo para aprimorar suas estratégias de Marketing Digital.

Está preparado para aprender esse conteúdo e ampliar seus conhecimentos? Acompanhe!

O que é Design Thinking?

Quando se utiliza a palavra “design”, ela normalmente é associada ao desenvolvimento de conceitos visuais, marcas, embalagens, produtos e ambientes. Ainda que a tradução literal do termo signifique “pensamento de design”, a abordagem vai além disso.

O termo ultrapassa um conceito estético e passa a ser considerado uma forma de resolver desafios de maneira colaborativa. O objetivo é que todos sejam beneficiados pela maneira como designers pensam, criando e desenvolvendo soluções inovadoras e criativas em projetos de qualquer área.

O Design Thinking como um processo de pensamento crítico e criativo que permite que as informações e ideias sejam organizadas, de forma a facilitar a tomada de decisões, para que se aprimorem soluções e se adquira conhecimento.

Como é realizado o Design Thinking?

O Design Thinking é resultado de três pilares principais: viabilidade, possibilidades e desejo.

  • Viabilidade: avalia-se se a solução é financeiramente viável, ou seja, se ela é capaz de gerar um modelo sustentável de negócio.
  • Possibilidades: refere-se à viabilidade técnica do projeto considerando o prazo, avaliando a possibilidade tecnológica de se executar o que está sendo pensado.
  • Desejo: esse é o grande diferencial do Design Thinking. Ao utilizar design em um projeto, todo o trabalho passa a ser orientado por grupos que incluem clientes, stakeholders, usuários, colaboradores e outros.

Isso quer dizer que, ao pensar como um designer, você se coloca no lugar do cliente ou do consumidor final. Para isso é preciso compreender as verdadeiras necessidades e expectativas, fazendo com que o negócio seja mais humano.

Isso mostra o porquê o Design Thinking é uma tendência: com o cliente em foco, as soluções geradas agregam muito mais valor a ele. Além disso, ao incluir o beneficiário ao longo de todo o processo poupa tempo, energia e retrabalho, resultando em soluções eficientes e eficazes.

O Design Thinking é uma metodologia colaborativa, que faz com que seja necessário se trabalhar em grupo. É esse olhar de várias pessoas que permite que se veja o problema por diversos pontos de vista e, por consequência, se gerem mais ideias que podem resolver o problema proposto.

O ideal é que sejam formados grupos de 5 a 7 pessoas. Entretanto, mais importante do que a quantidade de pessoas, é a qualidade dos membros do grupo. Escolha pessoas-chave que poderão contribuir com informações e experiências para que se tenha um projeto de sucesso.

Como aproveitar o Design Thinking nas estratégias de Marketing Digital?

Agora que você já entendeu o que é Design Thinking e compreendeu sua essência, vamos mostrar como utilizar essa abordagem no Marketing Digital.

Inbound Marketing

Os princípios do Design Thinking podem ser aplicados e favorecer os mais diferentes tipos de empresas e áreas do negócio. Nesse meio, está o Inbound Marketing. Se você não sabe o que é Inbound Marketing, não deixe de baixar o nosso e-book exclusivo sobre o tema (é gratuito!)!

Confira alguns exemplos de como usar as ferramentas de Design Thinking na sua estratégia de Inbound Marketing:

  • Empatia: É importante se colocar no lugar do seu público. Para isso, quando criar um conteúdo para o seu blog, faça uma pesquisa de palavras-chave para saber o que os usuários procuram e querem saber. Isso será bom para o público, que encontrará as respostas que busca, e para o seu site, que receberá mais tráfego orgânico.
  • Interatividade: Que tal possibilitar mais formas de interação do público com sua empresa? Crie uma “caixa de sugestões” online para sua audiência. Um simples ícone no canto inferior do seu site é um convite ao aprimoramento constante e estimula o método visual que envolve os clientes.
  • Pensamento integrativo: Tenha equipes multidisciplinares que venham dos mais diferentes backgrounds para dar um novo ar à sua empresa. Que tal ter um espaço no qual todos os colaboradores podem sugerir temas para trabalhar o Marketing de Conteúdo? Inclua mais pessoas no processo criativo!
  • Faça testes: uma das grandes premissas do Design Thinking é utilizar protótipos para testar e refinar as ideias, poupando-se tempo e recursos para descobrir aquilo que não funciona. Isso também pode (e deve!) ser aplicado aos conteúdos que você desenvolve. Escreva textos curtos, médios e longos no seu blog, com diferentes abordagens, e analise quais agregam mais valor e são mais interessantes para a sua persona.

Definição da Persona

O processo também pode ser usado na definição da persona do seu negócio.

Para isso, escolha pessoas da sua equipe que possam agregar conhecimento e que tenham funções que lidam diretamente com os clientes, já que eles podem agregar sugestões interessantes a partir de suas experiências. Essa escolha pode envolver pessoas de social media, designers, atendentes, SAC, recepcionista, analista de marketing, pessoa da alta gerência… Lembre-se que equipes multidisciplinares são importantes!

Não deixe de utilizar a técnica conhecida como o “mapa da empatia”, que estimula que os integrantes do grupo definam o que a persona:

  • Pensa e sente?
  • Ouve?
  • Vê?
  • Fala e faz?

Por fim, é importante que aqueles que estejam participando do Design Thinking definam quais são as dores e necessidades da persona.

Faça uma imersão desse grupo, permita que estes analisem e estudem o problema e proponham as soluções para que se defina a persona do negócio, que acompanhará todas as demais estratégias de Marketing Digital.

Conseguiu compreender o que é Design Thinking? Ele é muito mais do que um método ou ferramenta de gestão como as demais: é uma nova forma de encarar projetos e possibilidades.